Galeria de Físicos

Desenvolved by Prof Luiz Henrique Gobbi

No ano do centenário do modelo atômico de BOHR, nada mais justo do que falarmos do seu percursor: NIELS BOHR.

BOHR nasceu em 7 de outubro de 1885 em Copenhagem, Dinamarca. Seu pai, Christian Bohr, foi professor de fisiologia na Universidade de Copenhagen e é o descobridor do Efeito de Bohr. Sua mãe, Ellen Adler Bohr, veio de uma rica e proeminente família judia. Apesar de ter um fundo religioso, BOHR renunciou a sua adesão e se tornou ateu.

No Outono de 1911, BOHR mudou-se para Cambridge, onde trabalhou no Laboratório Cavendish sob a orientação de Joseph John THOMSON.

Na primavera de 1912, Niels BOHR passou a trabalhar no laboratório do professor Rutherford, em Manchester, onde realizou um trabalho sobre a absorção de radiação alfa, que foi publicado na Philosophical Magazine, em 1913. Entretanto, Bohr passou a dedicar-se ao estudo da estrutura do átomo, baseando-se na descoberta do núcleo atômico, realizada por Ernest RUTHERFORD.

Quando regressou à Dinamarca em 1913, BOHR procurou estender ao modelo atômico proposto por RUTHERFORD os conceitos quânticos de PLANCK.

BOHR acreditava que, utilizando a teoria quântica de PLANCK, seria possível criar um novo modelo atômico, capaz de explicar a forma como os elétrons absorvem e emitem energia radiante.

Em 1913, estudando o átomo de hidrogênio, BOHR formulou um novo modelo atômico, concluindo que o elétron do átomo não emitia radiações enquanto permanecesse na mesma órbita. A teoria de BOHR, que foi sucessivamente enriquecida, representou um passo decisivo no conhecimento do átomo. Sua teoria permitiu a elaboração da Mecânica Quântica partindo de uma sólida base experimental.

A publicação da teoria sobre a constituição do átomo teve uma enorme repercussão no mundo científico. Com apenas 28 anos de idade, BOHR era um físico famoso com uma brilhante carreira. De 1914 a 1916 foi professor de física teórica na Universidade de Victoria, em Manchester.

Mais tarde, voltou para Copenhagen, onde foi nomeado diretor do Instituto de Física Teórica em 1920. Em 1922, recebeu o Nobel de Física.


Em 1934, publicou o livro "Atomic Theory and the Description of Nature", que foi reeditado em 1961.

Em janeiro de 1937, BOHR participou na Quinta Conferência de Física Teórica, em Washington, na qual defendeu a interpretação de Lise MEITNER e Otto FRISCH, também do Instituto de Copenhagen, para a fissão do urânio.

Em 1950, BOHR escreveu a "Carta Aberta" às Nações Unidas em defesa da preservação da paz, por ele considerada como condição indispensável para a liberdade de pensamento e de pesquisa. Em 1957, BOHR recebeu o Prêmio "Átomos pela Paz".

Niels BOHR morreu a 18 de Novembro de 1962, vítima de uma trombose, aos 77 anos de idade. Encontra-se sepultado no Cemitério Assistens, em Copenhagen.

 

"O sentido da vida consiste em que não tem sentido nenhum dizer que a vida não tem sentido."
Niels Bohr (1885 - 1962)
 
Site em conformidade com o padrão CSS válido!
Testado para os navegadores Mozilla Firefox e Google Chrome.