Galeria de Físicos

Desenvolved by Prof Luiz Henrique Gobbi

Sinônimo de gênio, Albert EINSTEIN foi um físico teórico alemão que desenvolveu a Teoria da Relatividade Geral (TRG), um dos pilares da física moderna ao lado da mecnica quântica.

A "Teoria da Relatividade" foi uma teoria cunhada pelo EINSTEIN, mas não se tem um consenso da data da sua origem. A data oficial é o ano de 1905 e, segundo o próprio EINSTEIN, a origem da Relatividade é está na Óptica.

Numa vertente da Mecânica, a Relatividade surgiu com o questionamento da natureza e da velocidade da luz. Comprova-se que a luz tem velocidade finita e, portanto, leva tempo.

Os conceitos de espaço e, principalmente, tempo são revistos com os famosos questionamentos de EINSTEIN.

Com os questionamentos, vieram as ideias e, em seu artigo de 1905, EINSTEIN apresentou sua versão da teoria da Relatividade baseando-se em dois postulados:

1º Postulado - Postulado da Relatividade: "As leis básicas da Física são as mesmas em todos os referenciais inerciais".

2º Postulado - Postulado da Constância da Velocidade da Luz: "A velocidade da luz é a mesma independente da velocidade da fonte".

A Teoria da Relatividade Especial (TRR) estuda basicamente as diferenças que existem entre as medidas físicas realizadas em dois referenciais inerciais em movimento relativo. Mas não trata de referenciais acelerados.

Surgem as consequências da TRR, como dilatação do tempo, contração do espaço e os paradoxos, como o dos gêmeos e da vara e do celeiro. Daí EINSTEIN percebe a necessidade de se incluir os referenciais acelerados, como necessidade de se generalizar a relatividade especial.

Assim, EINSTEIN apresentou sua Teoria da Relatividade Generalizada, que passou a ser chamada de TRG, em 1915.

Como consequência, a TRG acabou fornecendo uma descrição unificada da gravidade como uma propriedade geométrica do espaço e do tempo, ou espaço-tempo.

Nesta nova visão, grandes massas deformam o chamado tecido espaço-tempo, o que causaria a gravitação.

Até a própria luz (que teria massa) sofreria o desvio da trajetória por um corpo de grande massa no espaço, o que pode ser observado, por exemplo, durante um eclipse solar.

Para provar a TRG era necessário verificar o desvio da luz das estrelas provocado por uma grande massa, como o Sol.

O eclipse era a situação ideal. Com a Lua bloqueando o brilho ofuscante do Sol, tornava-se possível enxergar e fotografar as estrelas próximas a ele.


Por estarem quase encobertos pelo Sol quando vistos da Terra, os raios das estrelas atravessariam o espaço-tempo distorcido pelo campo gravitacional do Sol e sofreriam um desvio que poderia ser verificado.

O segredo era fotografar essas estrelas durante o eclipse e, um tempo depois, clicá-las novamente quando estivessem na mesma região do céu, mas sem a interferência solar.

Após a 1ª Guerra, a previsão do próximo eclipse apontava para sua ocorrência no dia 29 de maio de 1919.

Entre todos os lugares no mundo onde ele seria total e permitiria uma possível comprovação da Teoria da Relatividade, se encontrava a cidade de Sobral, no Ceará.

Assim, no dia 29 de maio de 1919, equipe de cientistas estavam de plantão na cidade a 230 Km da capital, Fortaleza. Mas o céu amanheceu nublado sobre a cidade cearense de Sobral, pondo em risco toda a expedição.

Mas, pouco antes das 09h, uma brecha entre as nuvens revelou o momento em que o disco solar foi obscurecido pela Lua.

Posteriormente, um segundo conjunto de fotos foi tirado em julho do mesmo ano. De acordo com a teoria de EINSTEIN, a comparação dos registros deveria ter uma diferença de 1,75 segundo de arco, enquanto a de NEWTON previa um número bem menor, de 0,86. EINSTEIN estava certo!!...

EINSTEIN morreu na manhã de segunda-feira em 18 de abril de 1955, vítima de aneurisma, no Hospital de Princeton às 01h15 da manhã, com 76 anos de idade, tendo continuado a trabalhar até quase o fim de sua vida.

 

"Se a Teoria da Relatividade estiver correta, a Alemanha dirá que sou alemão e a França me declarará um cidadão do mundo. Mas, se não estiver, a França dirá que sou alemão e os alemães dirão que sou judeu."
Albert Einstein (1879 - 1955)
 
Site em conformidade com o padrão CSS válido!
Testado para os navegadores Mozilla Firefox e Google Chrome.